Um jornal de boas notícias.

Resolvemos subverter a essência do jornalismo tradicional que aponta os erros da nossa sociedade, criando um periódico que trouxesse sempre boas notícias sem perder o senso crítico, essencial a qualquer veículo que se preze.

Clique aqui e conheça-nos

Edição 177 - Outubro/20

AQUI e
tudo sobre nossos patrocinadores:
Share

Conviver com a natureza é essencial para toda criança

Ouça esta matéria

Basta uma responsável pesquisa na internet para nos depararmos com muitos estudos que afirmam: a criança que tem contato com a natureza se desenvolve melhor e se torna uma pessoa melhor. A natureza estimula a criatividade, apura os sentidos, melhora o sistema imunológico, o sistema motor, o equilíbrio e até mesmo a despertar o interesse da criança por comer frutas e legumes. Até no aprendizado essa vivência com o mundo natural e sua riqueza de formas, aromas e texturas vai ajudar.

Para ilustrar esse conceito, fomos colher a opinião de uma jovem mãe, Maria Helena Miranda Quagliato, que não só permite que sua filhinha de três anos, Gabriela, fique descalça e pise na grama, na terra e até na lama, como faz questão de proporcionar essa vivência para a filha todos os finais de semana.

* Desde o nascimento de Gabriela Miranda Quagliato, seus pais Orlando e Maria Helena incentivam seu contato com a natureza. Água, terra, plantas e animais são parte de sua rotina e a deixam visivelmente muito feliz a cada nova aventura *

_fotos: álbum de Gabriela

“Acredito que a Gabriela tenha uma predileção pela natureza e a vida ao ar livre. Todo esse carinho e cuidado foi a ela passado através dos exemplos que nós diariamente ensinamos e cultivamos. Desde cedo ela foi inserida nesse meio, junto à natureza, seja na terra ou água, mesmo morando em apartamento. Aos finais de semana, fazemos questão de levá-la para a fazenda ou na represa. E isso fez com que desde cedo ela despertasse ainda mais esse carinho e interesse pela natureza. Ela adora os animais, ama cuidar das flores e é apaixonada por água. Troca qualquer brinquedo tecnológico por uma boa farra na mangueira. Tanto eu quanto o pai dela fomos criados na fazenda, então a natureza e os animais fizeram parte da nossa infância e por isso quisemos que ela também tivesse essa infância livre que nos remete a tantas boas lembranças. Com certeza esse brincar ao ar livre e o envolvimento dela junto à natureza contribuem não só para seu desenvolvimento, mas também a fazem crescer como ser humano, aprendendo a ter respeito e carinho ao próximo, unindo diversão e aprendizado. Apesar de morar em apartamento ela pede todos os dias para dar uma volta no jardim da praça, dar comida aos passarinhos e cuidar das plantinhas. Já virou rotina. Ela adora se sujar e andar descalça. Aqui em casa, quando ela chega com os pés sujos, costumamos brincar que isso é sinal de saúde!

Dica de leitura

“A última criança na natureza: resgatando nossas crianças do transtorno do deficit de natureza”, de Richard Louv, sintetiza pesquisas e histórias que relacionam a vivência de crianças com a natureza e seu bem-estar físico, emocional, social e acadêmico. O termo “Transtorno do Deficit de Natureza” foi criado por ele para indicar impacto negativo da falta da natureza na vida das crianças.

Share
Share