Um jornal de boas notícias.

Resolvemos subverter a essência do jornalismo tradicional que aponta os erros da nossa sociedade, criando um periódico que trouxesse sempre boas notícias sem perder o senso crítico, essencial a qualquer veículo que se preze.

Clique aqui e conheça-nos

Edição 183 - Abril/21

AQUI e
tudo sobre nossos patrocinadores:

Bem Viver

A sua visão em cada tela

Como o leitor já sabe, além de colunista do 360, sou médico oftalmologista, ou seja, minha especialidade são os olhos. Hoje, complementando minha coluna da página ao lado, venho falar dos cuidados para você garantir uma boa visão nesta época em que convivemos com tantas telas, da TV de dezenas de polegadas, ao monitor do computador, do lap top e do smartphone.

Nas telas, piscamos pouco, o tempo passa rápido e não percebemos, os olhos ressecam e ardem. Nas telas do computador e, principalmente do celular, ficamos muito tempo com os olhos em convergência e acomodação (esforço para focalizar as imagens de perto). O que podemos fazer? Quando conversamos, piscamos muito. Não existe ressecamento dos olhos quando conversamos. Olhando para longe, os olhos relaxam a convergência e a acomodação.

Por isso, quando estiver usando o computador, faça breves intervalos de hora em hora. Dê um tempo para o computador, converse, olhe para longe, se precisar pingue um colírio lubrificante, levante-se, alongue-se, volte. Assim, o computador não causará nada além desses desconfortos passageiros. Porque ele não irá causar nem danos, nem lesão aos olhos.

É com os smartphones que começam os problemas causados pelo excesso de tela nas crianças e adolescentes. Esse instrumento fantástico que carregamos para todos os lados, que nos facilita inúmeras tarefas, leva o trabalho para o ambiente familiar e é extremamente viciante, também não causa danos aos olhos dos adultos, mas em crianças e adolescentes sim.

Há uma explosão no número de casos de miopia, um boom no século XXI em todo o mundo e a causa é o uso excessivo de celular por crianças e adolescentes, que os utilizam muito próximo dos olhos. Os adultos não conseguem enxergar tão perto, por isso não são afetados. O uso acima de 2 horas por dia é considerado excessivo. Pode causar estrabismo nessas faixas de idade, além de estar relacionado à falta de concentração para outras atividades e um desestímulo para atividades ao ar livre.

Como diminuir o risco de miopia e o estrabismo em crianças e adolescentes?

Regra importante: Assistir filmes, séries, shows, sempre na TV! Nunca no celular! Ao navegar na internet por muito tempo, faça-o no computador, ou conecte seu celular à TV! Assim você poderá passar mais tempo nesse universo paralelo da internet sem prejudicar a visão de seus filhos.